KC - Marketing & Communication Consulting

Switch to desktop Register Login

Um problema real o DPAC é um transtorno que atinge 7% das crianças em idade escolar

 

Distúrbio auditivo que ocasiona dificuldades de aprendizagem e socialização é duas vezes mais comum em meninos do que meninas e pode estar relacionado a outras doenças

 

DPACO Déficit do Processamento Auditivo Central (DPAC) é um problema real, que, segundo o American Speech-Language Hearing Association (ASHA), atinge 7% das crianças em idade escolar.

Ocasionando sérias dificuldades de aprendizagem e socialização, o distúrbio, pouco conhecido e diagnosticado, já possui tratamento que inclui exercícios de aprimoramento da memória auditiva.

Duas vezes e meia mais comum em meninos do que meninas, de acordo com a ASHA, é um distúrbio que pode coexistir com outras doenças como o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), Dislexia, Autismo, Transtorno de Linguagem, Transtorno do espectro autismo e vários outros distúrbios cognitivos que levam à comportamentos semelhantes ao DPAC, dificultando a sua identificação e tratamento.

Por isso, o mais apropriado, é uma equipe multidisciplinar, composto por pais, professores, médico, fonoaudiólogo, neurologista, pedagogo, psicólogos, entre outros, para garantir que todos os comportamentos e ações da criança foram observados e considerados, antes de se chegar a um diagnóstico diferencial que inclui uma conduta médica e um planejamento terapêutico.

De acordo com o ASHA, quase 20% da população, entre crianças, jovens e adultos, também devem ter o distúrbio, porém, são poucos os casos diagnosticados e encaminhados para tratamento. Mesmo sendo um distúrbio que impacta negativamente nos processos educacionais, de aprendizado, socialização e trabalho dos indivíduos com problema.

O Déficit do Processamento Auditivo Central (DPAC) é uma falha na percepção auditiva, mesmo em pessoas com audição normal. Totalmente diferente da perda auditiva, é um distúrbio que pode estar associado a dificuldades de aprendizagem, principalmente leitura, escrita, problemas de articulação, dificuldades em seguir instruções e desafios significativos em relação a se comunicar e compreender.

 

Sobre o DPAC

 

dpac 1A

DPAC atinge 7% das crianças em idade escolar

Considerado uma neuropatia auditiva, sendo uma falha do Sistema Nervoso Central, o DPAC está relacionado com a maneira com que o cérebro decodifica e processa as informações recebidas. Pessoas com este distúrbio auditivo escutam os sons, mas têm dificuldades de entendê-los, armazená-los e localizá-los. As informações são ouvidas normalmente, mas há uma deficiência neurológica que prejudica a compreensão das informações.

 

 

 

 

Tratamentos disponíveis para o DPAC

 

kidheadphones

Exercícios de linguagem e terapia fonoaudiológicas são alguns dos tratamentos disponíveis para o DPAC

As estratégias para tratamento do DPAC devem ser realizadas sob a orientação de uma equipe de profissionais, que avaliará cada caso, abordando o correto tratamento. Estas estratégias podem incluir:

Modificações ambientais: como avaliação acústica da sala de aula com a mudança de assentos. Uso de técnicas que incluem o uso de imagens e formas de comunicação que auxiliem a compreensão das informações.

Exercícios de Linguagem: realizado por profissionais habilitados possui a função de aumentar a capacidade da criança aprender novas palavras aumentando sua base linguística.

Terapia Fonoaudiológica: realizado por profissionais habilitados tem a função de reciclar o sistema auditivo e diminuir a distorção auditiva. Além disso, utilizando-se de técnicas de "treinamento auditivo" que tem como objetivo aprimorar a memória auditiva dos pacientes, fazendo com que se aprenda a se representar as informações.

Outras dicas como:

  • reduzir a quantidade de ruído de fundo em casa;
  • pedir a atenção da criança, olhando em seus olhos, quando for estabelecer um diálogo;
  • pedir para a criança repetir a informação repassada;
  • criar rotinas de estudo, por meio de uma programação diária das atividades da criança.
  • Também técnicas utilizadas  e recomendadas para pais, familiares e professores durante o tratamento do DPAC.

 

 

Fonte: National Institutes of Health / American Speech-Language Hearing Association (ASHA 2005)

Design by Kendra Chihaya © Marketing & Communications Consulting | 2012 - All rights reserved

Top Desktop version